Barroso homologa acordo para MDB aplicar R$ 9,8 mi em candidaturas femininas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), homologou o acordo para o MDB aplicar R$ 9,8 milhões nas candidaturas femininas em 2020. O valor das pendências relativas às prestações de contas de 2010 a 2014 não poderá ser considerado no limite de 30% para cota feminina. Assim, o partido vai direcionar ao menos 37% dos recursos do Fundo Eleitoral para mulheres neste ano. O acordo prevê também que o MDB passe a fixar padrões de transparência, controle interno, publicidade e compliance em seus gastos, o Código de Ética seja atualizado, os órgãos partidários passem a ter 30% de mulheres em sua composição e os órgãos da juventude tenham 50% de mulheres. O MDB foi um dos partidos que tiveram casos de candidaturas de laranjas na última campanha eleitoral, como apontam investigações. Na mais recente, a Polícia Federal iniciou o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).

Deixe um comentário