Sobra muito pouco e a briga é grande, diz Bolsonaro sobre dinheiro do Orçamento

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

BARRA DOS COQUEIROS, SE (FOLHAPRESS) – Em visita nesta segunda-feira (17) ao Sergipe, a quarta visita ao Nordeste desde julho, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre o limite que enfrenta com o orçamento federal, de que a maior parte dele é comprometido com gastos obrigatórios, o que lhe dá pouca margem para realizar novos gastos. “Sobra muito pouco e a briga [por recursos] é grande. Temos feito o possível para, com menos fazer muito mais”, afirmou Bolsonaro. O presidente esteve em Sergipe para a inauguração da Usina Termoelétrica Porto Sergipe I, um empreendimento da Celse (Centrais Elétricas de Sergipe) em Barra dos Coqueiros (14 km de Aracaju). O empreendimento é 100% privado e não teve financiamento de bancos públicos. A usina já está em pleno funcionamento desde março de 2020. Considerada uma das maiores da América Latina, a usina tem capacidade para atender 15% da demanda de energia do Nordeste. O ato também marcou o arrendamento por dez anos das fábricas de fertilizantes nitrogenados da Petrobras na Bahia e Sergipe para a Proquigel, subsidiária do grupo Unigel. A visita acontece no momento o governo federal trava uma disputa interna em torno da ampliação dos gastos públicos. Enquanto o ministro Paulo Guedes (Economia) tenta travar novos gastos, ministros como Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) defendem mais investimentos. A pressão é para que o presidente invista recursos sobretudo na região Nordeste, região que é o principal bastião da oposição e onde o presidente teve menos votos em todos os nove estados em 2018. Na visita ao Sergipe, Bolsonaro evitou assunto eleitoral. Disse que não está em agenda de campanha e que a eleição de 2022 não o preocupa. “Não estou preocupado com 2022, 2022 é outra história. Quero fazer um governo bom nesses quatro anos”, disse o presidente que ainda deu mostras de que pode ter uma participação mais ativa na eleição municipal de 2020. “Não pretendo [participar], o que não quer dizer que eu não vá”. Desde julho, o presidente visitou o Ceará, Piauí, Bahia e Sergipe e inaugurou trechos de obras iniciados em gestões anteriores. No mês passado, ele esteve na cidade de São Raimundo Nonato (PI) e inaugurou uma adutora em Campo Alegre de Lourdes (BA).

Deixe um comentário