Marrony decide com dois gols e Atlético-MG bate Ceará no Mineirão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Jogando no Mineirão, o Atlético-MG de Jorge Sampaoli venceu o Ceará por 2 a 0 e segue 100% no Brasileirão. Na manhã deste domingo (16), o Galo encontrou muitas dificuldades para superar os comandados de Guto Ferreira, mas saiu vencedor com um gol de pênalti e outro no contra-ataque, já nos acréscimos do jogo. Ambos foram marcados por Marrony. Com o resultado, o Galo vai aos nove pontos nessas três primeiras rodadas, enquanto o Ceará permanece com apenas um ponto somado. Na próxima rodada, os mineiros visitam o Botafogo, quarta-feira, enquanto o Ceará recebe o Vasco, na quinta. O primeiro tempo foi equilibrado. O Atlético teve mais posse e chegou mais à meta adversária, mas causou pouco perigo. Já o Ceará anulou bem o Galo, mas não conseguiu finalizar ao gol de Rafael. Na etapa final, o Galo voltou mais ameaçador e amadureceu seu gol. Aos 27 minutos, Marrony sofreu pênalti e deslocou Fernando Prass para fazer o gol da vitória. Aos 46, o atacante arrancou no contra-ataque e venceu Fernando Prass mais uma vez para decretar a vitória atleticana. FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-MG 2×0 CEARÁ Data/Hora: 16/08/2020, às 11h (de Brasília) Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG) Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF) Auxiliares: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Junior Coelho (DF) VAR: Wagner Reway (PB) Cartões amarelos: Hyoran, Guga (CAM), Willian Oliveira, Luiz Otávio, Guto Ferreira, Lima, Fabinho (CEA) GOLS: Marrony (ATL), aos 27 minutos e aos 46 minutos do segundo tempo. ATLÉTICO-MG: Rafael; Guga, Réver, Júnior Alonso, Allan; Jair (Arana), Alan Franco e Hyoran; Keno (Léo Sena), Savarino (Marquinhos) e Marrony. Técnico: Jorge Sampaoli. CEARÁ: Fernando Prass; Samuel Xavier, Gabriel Lacerda, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Willian Oliveira (Charles), Fabinho; Fernando Sobral (Wescley), Matheus Gonçalves (Rick), Lima (Victor Jacaré); Rafael Sóbis (Cléber). Técnico: Guto Ferreira.

Deixe um comentário