Santos negocia com o Atlético-MG e procura defesa de Sasha por fim de ação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Santos procurou os advogados de Eduardo Sasha, na última sexta-feira (14), para conversar sobre o processo trabalhista movido pelo jogador em que tenta a rescisão contratual e cobra R$ 15 milhões. A ideia é que o atacante de 28 anos retire a ação judicial e abra mão do valor total pedido na justiça. Estes termos não agradam aos representantes do atleta. O departamento jurídico do clube paulista foi quem fez contato com a defesa do centroavante a fim de buscar um consenso. Novas propostas não estão descartadas pela diretoria. Entretanto, ainda não foram apresentadas ao jogador. A audiência entre Sasha e Santos está marcada para a próxima terça-feira (18). O clube, portanto, tenta desfecho positivo até esta data para evitar mais desgaste com o atacante, que se queixa de imposição de corte salarial de 70% desde o início da pandemia do novo coronavírus e falta de depósito do FGTS desde novembro de 2019. Os direitos de imagem não são pagos há mais de seis meses. Eduardo Sasha desperta interesse do Atlético-MG no mercado da bola. A diretoria alvinegra fez uma proposta de 1,5 milhão de euros por 50% dos direitos econômicos do atleta. O Santos tentou que o Galo assumisse uma dívida de 2 milhões de euros com o Internacional pela compra da outra metade dos direitos. Os mineiros, contudo, descartam a possibilidade. As partes seguem negociando. O centroavante é uma indicação de Jorge Sampaoli ao departamento de futebol do Atlético. O argentino trabalhou com o jogador em 2019 na Vila Belmiro. Na ocasião, ele foi um dos destaques do time no Brasileirão, com 14 gols em 34 jogos.

Deixe um comentário