Jogadores da Ponte Preta são agredidos após empate na Série B

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O elenco da Ponte Preta foi agredido na madrugada de sexta para sábado (15), em Campinas, após o time empatar por 3 a 3 diante do Vitória, partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Dentre os jogadores criticados e agredidos pelo grupo de aproximadamente 50 pessoas estão o goleiro Ivan e os meias Camilo e João Paulo, um dos destaque do jogo com um gol e participação ativa nas jogadas ofensiva dos donos da casa. De acordo com a assessoria de imprensa do clube paulista, o boletim de ocorrência só será feito na próxima segunda-feira (17), pois a diretoria está no momento focada em conversar com os jogadores para tranquilizar a situação e mante-los no clube. O confronto foi equilibrado desde o início, com os dois times indo para os vestiários com o placar de 2 a 2, no entanto, tudo indicava que os três pontos aconteceriam a favor dos mandantes, já que o time tinha anotado o terceiro gol aos 35 minutos com Matheus Peixoto. O empate saiu aos 45 minutos da reta final, após chute forte do lateral Rafael Carioca. Com o resultado diante da equipe baiana, a Macaca continua sem nenhum triunfo nesta edição do torneio nacional e ocupa, até o momento, a 13ª colocação, com dois pontos: anteriormente, o time empatou com o Brasil de Pelotas e perdeu na estreia para o América- MG. Vale lembrar que a partida no Moisés Lucarelli foi sem torcida devido às normas de segurança estabelecidas para controlar o contágio do novo coronavírus.

Deixe um comentário