Governo de SP muda critério para mortes por coronavírus e inclui confirmação por exame de imagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O governo de São Paulo mudou o método de contagem de óbitos e passou a incluir casos detectados por meio de exames de imagem. Devido à mudança, o total de óbitos registrados nesta quinta-feira (13) chegou a 455, sendo que 221 ocorreram no decorrer da pandemia e foram confirmados por obedecer a estes novos critérios. A gestão João Doria (PSDB) afirma que a mudança ocorre para seguir novas diretrizes do Ministério da Saúde. “A mudança do Guia de Vigilância prevê que agora os casos e mortes poderão ser também confirmados por critério clínico-imagem, ou seja, confirmações baseadas em exames de imagem que apontam alterações típicas da Covid-19 no organismo. Até então, os dados contabilizavam apenas diagnósticos laboratoriais”, afirma nota do governo. Segundo o governo estadual, o estado registra 26,3 mil mortes e 674,4 mil casos de coronavírus. As taxas de ocupação de leitos de UTI são de de 56,8% na Grande São Paulo e 58% no estado. O número de internados é de 12.672, 7.258 em enfermaria e 5.477 em UTI. Segundo o governo, entre os mortos, são 15.181 homens e 11.143 mulheres. As mortes se concentram entre pessoas com 60 anos ou mais (75,4%).

Deixe um comentário