Lori Loughlin, de ‘Full House’, acusada de fraude, compra mansão de R$ 50 milhões

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Conhecida pela série “Full House”, a atriz Lori Loughlin, 56, e seu marido, Mossimo Giannulli, 57, compraram uma mansão avaliada em mais de R$ 50 milhões. O casarão fica em Hidden Hills e só pode ser angariado após a venda da antiga mansão, em Bel Air, pela bagatela de R$ 153,4 milhões. Ambos foram acusados de fraudes em universidades americanas. A atriz cumpriu sentença após se declarar culpada por subornos para garantir a admissão das filhas, Bella Rose e Olivia Jade, uma universidade americana. A casa nova fica em condomínio fechado, tem seis quartos, nove banheiros, lareira, academia e até um teatro. Segundo o People Magazine, a área de fora da casa dá vista para a serra e conta com churrasqueira, piscina, spa e espaço para fogueira. Ainda não há data para que eles se mudem já que aguardam o julgamento dos crimes. No final de maio, Loughlin e o marido, o estilista Mossimo Giannulli, 56, se declararam oficialmente culpados por subornar a Universidade do Sul da Califórnia para aceitar suas filhas como estudantes. Eles fizeram um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, e cumprem dois meses e cinco meses, respectivamente, de prisão. De acordo com a publicação, uma fonte próxima da atriz disse que ela é uma “eterna otimista”, e que “posteriormente quer contar a sua versão da história.”

Deixe um comentário