Cruzeiro sai atrás, mas reage fora de casa e vence o Guarani pela Série B

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – O Cruzeiro venceu o Guarani por 3 a 2, de virada, nesta terça-feira (11), pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Waguininho abriu o marcador no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Régis e Marcelo Moreno viraram o marcador. Didi voltou a deixar tudo igual. Léo, contudo, anotou logo depois e voltou a colocar o time visitante em vantagem. Com o resultado, o Cruzeiro é o 17º colocado, com zero ponto. A equipe começou a competição com seis pontos negativos por causa de uma punição na Fifa. O Guarani, sem pontuar, é o 19º colocado. Marcelo Moreno foi um dos destaques da partida. Ele ainda está longe de sua melhor forma física depois do problema clínico que teve na reta final do Campeonato Mineiro. O centroavante, no entanto, mostrou bom futebol e foi o responsável por fazer a jogada que culminou no gol de Régis, aos três minutos de jogo. O atacante recebeu na ponta direita e rolou e para camisa 10 cruzeirense balançar a rede. Na sequência, em cobrança de pênalti, deixou a sua marca. Ele foi, indiscutivelmente, o melhor nome do Cruzeiro em campo na partida. Pelo Guarani, não foi difícil escolher também o principal jogador. Escalado pelo lado esquerdo do ataque, Waguininho deu trabalho à defesa cruzeirense. Ele marcou um belo gol aos 2 minutos de jogo, depois de fazer bela jogada individual e, em posição de cruzamento, surpreender Fábio com uma finalização por cobertura. Na sequência do duelo, o atacante seguiu protagonizando lances individuais e terminou como o principal nome da equipe mandante. Ainda pelo Guarani, o zagueiro Didi contou com uma falha da arbitragem para fazer um gol sobre Fábio, no segundo tempo do confronto. Depois de falta cobrada por Bidú, Júnior Todinho desviou de cabeça e mandou para o defensor, em posição irregular, no segundo poste. Em que pese o impedimento, a arbitragem validou o lance. Não há o auxílio do VAR na Série B. O JOGO Com as linhas altas, o Guarani foi quem dominou o jogo no Brinco de Ouro. Os comandados de Thiago Carpini jogaram de forma bastante ofensiva e levaram muito perigo à meta de Fábio. No entanto, paralisaram justamente nas boas defesas do goleiro do Cruzeiro. Lucas Crispim, pelo meio de campo, e Waguininho, pelo lado esquerdo, foram os mais brilhantes da equipe no setor ofensivo. A dupla de laterais — Pablo e Bidú — também contribuiu nos lances de criação que culminaram em perigo para a meta de Fábio. Depois de sair atrás no marcador, o Cruzeiro chegou com frequência ao ataque e conseguiu marcar duas vezes ainda no primeiro tempo. No entanto, a equipe adotou uma postura mais reativa em Campinas. Mesmo que os homens de frente tentassem apertar a saída de bola do time mandante, foi difícil para que Marcelo Moreno mantivesse o ímpeto por toda a partida. Os mineiros apostaram em contra-ataques para tentar levar perigo ao gol adversário. Na etapa final, levou um gol de Didi em jogada de bola parada, mas não demorou para voltar à frente no placar. O zagueiro Léo se antecipa à defesa paulista e, de cabeça, manda para o gol após cobrança de escanteio. O gol do beque decretou o placar final de 3 a 2 para os mineiros. GUARANI Jefferson; Pablo, Didi, Bruno Silva, Bidú; Deivid (Eduardo Person), Arthur Rezende (Giovanny), Lucas Crispim, Bruno Sávio; Júnior Todinho (Rafael Costa), Waguininho. T.: Thiago Carpini CRUZEIRO Fábio; Cáceres, Léo, Cacá, Giovanni (João Lucas); Jadsom (Welinton), Ariel Cabral, Jean, Régis (Claudinho); Maurício (Riquelmo), Marcelo Moreno (Thiago). T.: Enderson Moreira Estádio: Brinco de Ouro, em Campinas (SP) Juiz: Ivan da Silva Guimarães Junior (AM) Cartão amarelo: Thiago Carpini, Bruno Silva, Pablo (Guarani); Régis, Giovanni, Enderson Moreira (Cruzeiro) Gols: Waguininho, aos 2min do primeiro tempo, e Didi, aos 27min do segundo tempo (Guarani; Régis, aos 5min, e Marcelo Moreno, aos 29min do primeiro tempo, e Léo, aos 29min do segundo tempo (Cruzeiro)

Deixe um comentário