Ucrânia diz que soldados russos deixam minas enquanto recuam

Mais de mil explosivos foram encontrados apenas em um dia
Cidade ucraniana devastada após os ataques das tropas russas. (Foto: Reprodução)

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, acusou soldados russos de deliberadamente deixar minas para trás no norte da Ucrânia, enquanto recuam ou são forçados a fazê-lo pelas forças ucranianas.

A Ucrânia diz que suas tropas recuperaram controle de mais de 30 cidades na região de Kiev, desde que a Rússia anunciou que reduziria suas operações em torno da capital para focar nas batalhas no leste.

“No norte do nosso país, os invasores estão indo embora. É lento, mas notável. Em alguns lugares, eles estão sendo expulsos com conflitos. Em outros, estão abandonando as suas posições sozinhos”, afirmou Zelenskiy, em um discurso por vídeo, sem citar evidências.

“Eles estão deixando minas em todo esse território. Em casas, equipamentos e mesmo em corpos de pessoas mortas”, afirmou.

Perigo

O Ministério da Defesa da Rússia não respondeu ao pedido por comentários sobre as alegações. A agência de notícias Reuters não conseguiu verificá-las de maneira independente.

No sábado, o serviço de emergência alertou que o povo nas zonas que acabaram de ser liberadas na região de Kiev tem que ficar vigilante, dizendo que mais de 1.500 explosivos foram encontrados em um dia durante uma busca na vila de Dmytrivka, ao oeste da capital.

Zelenskiy afirmou que havia operações em andamento para retirar as minas e deixar a área segura, mas aconselhou moradores que haviam fugido a se manterem afastados.

Por Agência Brasil

Deixe um comentário