Bolsonaro participa de homenagem a pracinhas mortos na 2ª Guerra

Evento aconteceu na cidade italiana de Pistoia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Dos 20.573 soldados brasileiros enviados à Itália, 467 pracinhas morreram em combate durante a Segunda Guerra Mundial. (Foto: Alan Santos/PR)

O Presidente Jair Bolsonaro participou nesta terça-feira (2) de cerimônia em memória a pracinhas brasileiros mortos na Segunda Guerra Mundial. O evento aconteceu na cidade italiana de Pistoia. Dos 20.573 soldados brasileiros enviados à Itália na luta contra o fascismo, 467 pracinhas morreram em combate durante a Segunda Guerra Mundial.

“Esta é a terra também de meus antepassados. Hoje, um sétimo da população brasileira, 30 milhões de pessoas, tem origem italiana. Em 1943, um dever nos chamava: voltar para a Itália e lutar por liberdade. Assim, 25 mil brasileiros cruzaram o Atlântico, muitos de origem italiana, e para cá vieram. Dois anos depois, quase 500 brasileiros aqui pereceram, mas a vitória se fez presente. Ouso dizer: mais importante que a própria vida é a nossa liberdade”, disse.

A cerimônia foi realizada no Cemitério Militar Brasileiro de Pistoia, criado no dia 2 de dezembro de 1944. No local, estão sepultados 462 brasileiros. Após a execução dos hinos nacionais brasileiro e italiano, o presidente depositou uma coroa de flores no monumento ao soldado desconhecido, um pracinha enterrado no local e que não foi identificado.

“Daqueles jovens que estiveram aqui nos idos 43, 44 e 45, poucas dezenas ainda estão vivos, mas eles são, para nós, a chama da liberdade”, concluiu Bolsonaro. 

Por Agência Brasil – Brasília/DF

Deixe um comentário