Sefaz cassa inscrição estadual de empresas que causaram fraude milionária

As quatro empresas causaram uma fraude de, aproximadamente, R$ 230 milhões aos cofres públicos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Sede da Secretaria de Estado da Fazenda. (Foto: Reprodução/Governo ES)

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) cassou a inscrição estadual de quatro empresas que causaram uma fraude de, aproximadamente, R$ 230 milhões aos cofres públicos. As empresas, localizadas nos municípios de Vila Velha, Serra e Cariacica, vendiam bebidas alcoólicas, alimentos, produtos de limpeza e de higiene. 

A cassação de uma das empresas aconteceu em abril, outras três tiveram a confirmação da perda da inscrição estadual publicadas na edição da última quinta-feira (14) do Diário Oficial do Estado.

“Essas empresas tinham um benefício chamado ‘credenciamento como substituto tributário’, e se aproveitaram do benefício para realizar as fraudes. Por terem esse benefício elas realizavam compras sem a retenção do ICMS-ST e simulavam as vendas para outros estados, deixando de recolher o imposto para o Estado”, explicou o subsecretário de Estado da Receita, Benicio Costa.

Os auditores fiscais da Receita Estadual acompanham o caso desde fevereiro deste ano e suspeitam que a fraude tenha iniciado em 2019. Além das autuações e da perda da inscrição estadual, será feita a representação fiscal para que os responsáveis respondam criminalmente pela fraude. 

“É importante destacar que a Receita Estadual vem aprimorando os procedimentos relativos às manifestações realizadas nos pedidos de benefício fiscal, como, por exemplo, maior rigor na solicitação de documentos e exigências, realização de entrevista com sócios proprietários e visita técnica aos estabelecimentos solicitantes. Tais medidas visam à proteção do erário e à manutenção de um ambiente saudável de competição econômica”, acrescentou Costa.

Deixe um comentário