Lisca se diz preocupado mas há pouco comemorava nos braços da torcida, diz associação de técnicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente da ABTF (Associação Brasileira de Treinadores de Futebol), Fernando Luiz Pires, vê incoerência na fala do técnico Lisca, do América-MG, que apelou na TV para que o futebol fosse paralisado por causa da epidemia de Covid-19. “Não adianta o Lisca dizer que tem gente morrendo, que está preocupado, que perdeu alguns companheiros, sendo que há pouco tempo não se importou muito em comemorar a classificação nos braços da torcida”, diz ele, referindo-se à conquista de uma vaga pelo time nas semi-finais da Copa do Brasil, em novembro do ano passado. “As pessoas têm que ter cuidado com as suas posições, ser mais coerentes. Têm que que se comportar como falam”, avalia Pires. Lisca fez um desabafo ao vivo ao canal a cabo Premiere na noiie de quarta (3), após jogo da sua equipe contra o Athletic, pelo Campeonato Mineiro. “O nosso país parou, gente! Não tem lugar nos hospitais, eu estou perdendo amigos, perdendo amigos treinadores. Não é hora mais, é hora de segurar a vida, velho”, disse o treinador. “É inacreditável sair uma tabela da Copa do Brasil hoje [quarta], com jogos dia 10, 17 [de março], 80 clubes que nós vamos levar jogadores com delegação de 30 pessoas para um lado e para o outro do país”, continuou o treinador, que cobrou a alta cúpula do futebol brasiliero por atitudes. “Vai pegar uma delegação do Sul e levar para Manaus, como que vocês vão fazer isso, gente!? Presidente [Rogério] Caboclo [da CBF], pelo amor de Deus, Juninho Paulista [coordenador], Tite [técnico da seleção brasileira], Cléber Xavier [auxiliar-técnico], as autoridades, nós estamos apavorados, pelo amor de Deus”, encerrou. Nesta quarta, o Brasil registrou 1.840 mortes pela Covid-19 em 24 horas, segundo o consórcio da imprensa, um recorde, e chegou ao 42º dia seguido com média móvel acima dos mil óbitos. O país também superou os EUA no número de novas mortes por milhão habitantes. Contudo, até agora, apenas o estadual de Santa Catarina foi suspenso.

Deixe um comentário